top of page

Homologação das inscrições do ProfÁgua é divulgada e candidatos poderão apresentar recursos até 5 de julho




A homologação das inscrições para o Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua) foi publicada nesta segunda-feira, 24 de junho e pode ser acessada em: https://www.feis.unesp.br/Home/Pos-Graduacao/profagua/processosseletivos/resultado-da-homologacao-das-inscricoes.pdf. O processo seletivooferece um total de 507 vagas em universidades públicas distribuídas por 22 estados e o Distrito Federal.  

Após a homologação, os candidatos poderão interpor recursos até 5 de julho, data em que será divulgado o resultado das inscrições. A prova de conhecimentos específicos, de caráter eliminatório, está agendada para 7 de julho. O processo seletivo segue com mais duas fases classificatórias: a análise de projetos de pesquisa e a prova de títulos. 

O edital, publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo em 22 de abril, contempla 158 vagas para ações afirmativas, abrangendo quilombolas, indígenas, pessoas com deficiência e negros, além de 349 vagas para ampla concorrência. As inscrições se encerraram em 9 de junho.  

Os aprovados deverão efetuar suas matrículas entre 6 e 9 de agosto, com início das aulas previsto para 12 de agosto. Para mais detalhes sobre o programa e o processo seletivo, os interessados podem acessar o site ou entrar em contato através do e-mail: inscricoesprofagua.feis@unesp.br.  

ProfÁgua

O mestrado, com duração de 24 meses e formato presencial, utiliza também tecnologias de educação a distância (EaD). O objetivo é oferecer uma formação teórica e prática para profissionais e pesquisadores da área de recursos hídricos, capacitando-os para lidar com os desafios da gestão e regulação das águas no Brasil.

O intuito do curso é qualificar os(as) alunos(as) para lidar com os desafios mais complexos da gestão e da regulação das águas no Brasil. Nesse sentido, as dissertações do mestrado sempre têm um caráter de conhecimento aplicado, o que efetivamente contribui para o aprimoramento da gestão de recursos hídricos no País.

Criado e fomentado pela ANA em 2015, o ProfÁgua já recebeu cerca de R$ 7,3 milhões em investimentos para o seu funcionamento, através do repasse de recursos para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que avaliou o mestrado com a nota 4 – a maior para novos cursos. Já existem mais de 500 profissionais com mestrado pelo ProfÁgua e há outros cerca de 500 mestrandos com seus projetos de pesquisa em andamento.

Atualmente há 23 universidades associadas, que oferecem o ProfÁgua. São elas: Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Roraima (UFRR), Universidade Federal de Sergipe (UFS), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade de Brasília (UnB), Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade do Estado do Amazonas (UEAM), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Texto da estagiária Luíza Valadares com supervisão de Raylton Alves 

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM)Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)(61) 2109-5129/5495/5103





17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page